Introdução

O futuro está nas mãos das nossas crianças.
Os professores conjuntamente com os pais têm na mão a solução para criar um futuro melhor para todos.
Neste sentido, a qualidade do ensino é crucial no crescimento e desenvolvimento das crianças e jovens.

Este projeto ComeniusQuality@school” procurou recolher e experimentar exemplos de boas práticas.
Assim, centrámos a nossa pesquisa, não em exemplos de boa liderança estratégica, mas antes em exemplos de boas práticas na sala de aula.
Para além disto, procurámos melhorar as ferramentas pedagógicas, visando alcançar uma dupla vantagem.

Tendo em conta que o ensino e a aprendizagem abrangem um vasto leque de campos, houve necessidade de restringir o campo de abordagem, de modo a tornar a análise controlável. Não obstante, temos de ter sempre em mente que todos os campos selecionados interagem entre si e resultam na qualidade do processo educativo.

Foram selecionadas três áreas

>> Ensino criativo
Ensinar de forma não tradicional implica desafiar os alunos para uma aprendizagem diferente, isto é, mais ativa. Eles têm de pensar de modo criativo; eles podem aprender de forma ativa; eles podem explorar as suas capacidades ou talentos e avaliar os seus progressos.

>> Autocorreção e autoavaliação dos alunos
Nas formas de avaliação e de correção tradicionais, o professor desenvolve todo o trabalho: ele compara os resultados do aluno com a média obtida; ele avalia e faculta feedback ao aluno.
Quando os alunos se autoavaliam e se autocorrigem, eles têm de comparar criticamente os seus desempenhos em função dos resultados esperados. Têm de identificar défices na aprendizagem e definir novos caminhos. Os alunos controlam todo o seu processo educativo.

>> Avaliação dos professores pelos alunos
O professor é um elemento crucial no processo educativo.
Como é que ele explica tarefas? A gestão do ambiente de aprendizagem é adequada? O processo educativo é conduzido de modo profissional e com qualidade?
Os alunos encontram-se em melhor posição para facultar feedback.
Tal deverá ocorrer de modo seguro e respeitoso.

Nas três áreas enunciadas, almejamos projetar a qualidade da interação entre os alunos e respetivos professores.
Para nos ajudar no processo de avaliação crítica quanto ao impacto dos diferentes itens do processo educativo, utilizámos o círculo PDCA (Plan –Do – Check – Act). Ajudou-nos, inclusive, a melhorar a qualidade deste mesmo  instrumento.

Esperamos que possam encontrar aqui inspiração, ideias e desafios para melhorar a qualidade das suas interações com os alunos.

Educar jovens é a função mais bonita do mundo, não é?

 

Formas de trabalho

creative learning

auto-correction & self-evaluation

teachers learn from students