Autocorreção

Os estudantes não deverão ser só capazes de reproduzir conhecimentos, mas também têm que possuir capacidades para construírem conhecimento por si mesmos e para resolverem problemas complexos.
O enfoque mudou da instrução para a aprendizagem.
Neste caso, há uma grande necessidade de apoio intensivo e de supervisão do processo de aprendizagem pelo professor.

Os estudos têm demonstrado que o método de avaliação tem um grande impacto sobre a forma como os alunos abordam o seu processo de aprendizagem.
De acordo com esta nova filosofia é necessário olhar para o que os alunos são capazes de fazer. É necessário detetar as reais capacidades e conhecimentos que os alunos controlam. Por outras palavras, a qualidade do processo de aprendizagem é muito importante!

A avaliação e a forma como nos preparamos para a mesma devem estar intimamente ligadas. É muito importante escolher os métodos mais adequados que ajudem os alunos a desenvolver suas próprias capacidades e conhecimentos.
Se os professores hoje usarem outras formas de instrução, outros métodos, outras formas de avaliação, haverá uma mudança de uma cultura de teste para uma cultura de aconselhamento ou avaliação.
A autocorreção incentiva à autoavaliação e à autoreflexão.

Ao listar os objetivos das perguntas; alunos passam a ser capazes de autocorrigir. Ao fazê-lo com cuidado, ficarão automaticamente despertos para a autoreflexão. Se tal não for feito automaticamente, o professor poderá orientar este processo. Uma conversa esclarecedora e uma comparação entre a avaliação por parte do professor e da autocorreção do aluno poderá levar à auto-reflexão.

 

Autoavaliação

>> Objetivos do Projeto

A autoavaliação pode ser definida como a capacidade dos estudantes para julgarem a qualidade do seu trabalho, com base em evidências e critérios explícitos, com o propósito de fazer um trabalho melhor no futuro. Quando se ensina os alunos a avaliar o seu próprio progresso, e quando o fazem desafiando os padrões de qualidade conhecidos, descobrimos que há muito a ganhar. A autoavaliação é uma técnica potencialmente poderosa devido ao seu impacto sobre o desempenho dos alunos através do reforço da autoeficácia e aumento da motivação intrínseca. Talvez tão importante como os alunos gostarem de avaliar o seu trabalho .

Quando os alunos avaliam seu desempenho de forma positiva, as autoavaliações incentivam os alunos a estabelecerem metas mais elevadas (1) e empenhar mais recursos pessoais ou esforço adicional (2) para os atingir. A combinação de objetivos (1) e do esforço (2) é igual à realização (3). Os resultados obtidos pelo aluno resulta numa autoreflexão (4), nomeadamente  quando o aluno considera a questão: "Estão os meus objetivos cumpridos?” O resultado da autoreflexão é uma autoreação (5), ou uma resposta do aluno à pergunta: "Como me sinto com o meu desempenho? "

Metas, esforço, realização, autoreflexão e autoreação podem, todos, ser combinados para influenciarem a autoconfiança (6) de uma forma positiva. A autoavaliação é realmente a combinação das componentes do modelo autoreflexão e autoreacção. Se pudermos ensinar os alunos a fazer isso melhor podemos, assim, contribuir para uma melhor aprendizagem.

 

>> Método: Como a autoavaliação contribui para a aprendizagem

http://www.cdl.org/resource-library/articles/self_eval.php



ETAPA 1: metas / objetivos: - Envolver os alunos na definição dos critérios que serão utilizados para avaliar o seu desempenho.
ETAPA 2: atividades: - Ensinar os alunos a aplicar os critérios para o seu próprio trabalho.
ETAPA 3: autoavaliação: - Dar aos alunos feedback sobre suas autoavaliações.
ETAPA 4: retorno e recomeço: -Ajudar a desenvolver metas produtivas e planos de ação.